A História

1984 - 1988

1989 - 1995

1996 - 2000

2001 - 2005

2005 - 2009

2010 - 2016

Os começos

O CUPAV - Centro Universitário Padre António Vieira - nasceu em 1984 com a vinda do P. António Vaz Pinto para Lisboa. Com efeito, desde 1975 os jesuítas tinham iniciado em Coimbra um novo modo de presença cristã na Universidade. Uma pastoral universitária baseada na proximidade e gratitude com uma proposta de formação humana e cristã orientada para a integração entre a fé e os desafios da vida de hoje. No fundo, tratava-se de cultivar uma fé adulta, preocupada com a justiça e aberta ao diálogo com a cultura. Isto sem perder o sentido de humor...

O nascimento do CUPAV permitiu trazer para Lisboa um conjunto de atividades que durante anos tinham sido realizadas com sucesso em Coimbra: exercícios espirituais, cursos de introdução à fé, cursos de relações humanas, noites com convidados ou para falar de temas de fé, etc. Para além destas atividas, é importante referir também o aparecimento de novos CVX ou Comunidade de Vida Cristã (movimento laical inspirado na espiritualidade inaciana). Outro aspeto relevante é o da preparação de adultos para os sacramentos, através dos cursos de prepração para o Baptismo, Crisma e Matrimónio.

O CUPAV instalou-se num edifício junto ao Colégio S. João de Brito, no Lumiar, onde foi construída uma capela dedicada a S. Francisco Xavier. Para além da capela, nasceram uma receção, gabinetes dos jesuítas, salas para reuniões, uma sala de conferências, uma sala de convívio com bar, etc.

Um Centro Universitário, porém, é mais do que paredes, por isso desde o início se apostou numa forte e coesa equipa de animadores universitários que, juntamente com o diretor, se empenhou na dinamização do Centro.

Os Encontros de Fé e Justiça começaram em 1985, juntando personalidades do meio político, , social e cultural, para debater temas da atualidade. Neste período há que mencionar também o arranque dos Leigos para o Desenvolvimento, uma organização de voluntariado (hoje ONGD), surgida a partir de frequentadores do CUPAV , que desde 1985 já enviou cerca de 4 centenas de missionários - jovens profissionais leigos - a dar um tempo da sua vida à promoção do desenvolvimento humano em África e Timor.